Saltar para conteúdo

Notícias

2021-06-22 às 12h55

PRR deverá acrescentar 22 mil milhões de euros à economia até 2026

Ministro de Estado e das Finanças, João Leão, na conferência «Fundos Europeus: Gestão, Controlo e Responsabilidades», Lisboa, 22 junho 2021
O Ministro de Estado e das Finanças, João Leão, afirmou que o Programa de Recuperação e Resiliência (PRR) deverá acrescentar «mais 22 mil milhões de euros à economia» até 2026 e que o PIB potencial, no final de 2025, deverá situar-se 3,5% acima do nível que se teria verificado num cenário sem PPR.

João Leão falava sobre «Os efeitos da Covid-19, a sustentabilidade das finanças públicas e o financiamento europeu», no âmbito da conferência «Fundos Europeus: Gestão, Controlo e Responsabilidades», uma iniciativa conjunta do Tribunal de Contas de Portugal e do Tribunal de Contas Europeu, que coincide com a Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia (UE) e com o início de um quadro financeiro plurianual da União Europeia e do PRR.

Salientando a «recuperação forte e rápida» da economia portuguesa prevista para este ano e para o próximo (4,8% e 5,6%, respetivamente, segundo o Banco de Portugal), o Ministro afirmou que este cenário «apenas é possível» porque o Governo «não poupou nos apoios à economia, através de uma proteção abrangente das empresas e do emprego», permitindo assim «preservar a capacidade produtiva das empresas» durante a crise pandémica.

João Leão relembrou que, desde o início da pandemia da Covid-19, «os apoios extraordinários às empresas e às famílias, a fundo perdido, já atingiram cerca de 7 mil milhões de euros, dos quais 5 mil milhões de euros dirigidos às empresas».