Saltar para conteúdo

Notícias

2021-01-08 às 15h12

Portugal vai organizar conferência de alto nível sobre os 10 anos da Convenção de Istambul

Ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, na videoconferência com jornalistas acreditados em Bruxelas, Lisboa, 8 janeiro 2021

A Ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, disse que Portugal vai organizar uma conferência de alto nível sobre violência contra as mulheres durante a presidência do Conselho da União Europeia.

Numa videoconferência com jornalistas estrangeiros acreditados em Bruxelas, a Ministra disse que o Governo pediu novos dados ao Instituto Europeu para a Igualdade de Género, que permitam avaliar o impacto da pandemia de covid-19 na questão da igualdade:

«Queremos avaliar o impacto real da covid-19 durante a pandemia no mercado de trabalho, violência doméstica, equilíbrio entre vida profissional e vida privada. Ao longo desta crise, as desigualdades que já estavam presentes apareceram de forma mais marcante. E, portanto, é necessário debater em termos práticos, não teóricos», acrescentou.


Convenção de Istambul


Questionada pelos jornalistas sobre os países europeus que ainda não assinaram a Convenção de Istambul contra a violência de género Mariana Vieira da Silva afirmou que está «disposta a facilitar o diálogo entre os Estados-membros sobre esta questão»:

«O objetivo é uma União Europeia de igualdade» onde os «homens e mulheres sejam livres para continuarem a viver em liberdade», explicou.

A Ministra referiu ainda que «a pandemia da Covid-19 pôs em destaque as grandes desigualdades que persistem e vimos a violência contra as mulheres aumentar exponencialmente» e classificou a Convenção de Combate à Violência como «um instrumento progressista que estabelece as linhas de orientação e que permite criar um quadro sólido para todos os Estados-membros».

Para Mariana Vieira da Silva «a promoção da igualdade independentemente do género é uma pedra angular da UE. É chegado o momento de defender estes princípios para permitir uma mudança positiva na nossa sociedade».