Saltar para conteúdo

Notícias

2021-03-26 às 19h41

Portugal identificou 11 empresas para participar na produção de vacinas

Primeiro-Ministro António Costa, Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, e Comissário Europeu do Mercado Interno, Thierry Breton, durante a reunião em Lisboa, 26 março 2021 (Foto: António Cotrim/Lusa)
O Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, afirmou que Portugal identificou onze empresas que podem participar no processo de produção de vacinas para corresponder às necessidades da União Europeia.

Em Lisboa, numa declaração conjunta com o Comissário Europeu do Mercado Interno, Thierry Breton, após uma reunião com o Primeiro-Ministro, Pedro Siza Vieira destacou que um dos temas mais falados foi precisamente «a participação de empresas portuguesas no aumento da capacidade de produção de vacinas, não apenas nesta resposta imediata mas também para preparar a União Europeia para o futuro, nomeadamente na resiliência das cadeias de produção».

«A Comissão está a implementar uma estratégia para perceber as capacidades da União Europeia e garantir que sejam emparelhadas com as necessidades de produção», disse o Ministro, acrescentando que as empresas nacionais estão identificadas e deverão agora ser apoiadas financeiramente.

O grupo de empresas vai participar num evento a 29 e 30 de março entre as empresas na Europa e as que têm necessidade de auxílio na produção. «Há uma capacidade existente mas será necessário realizar investimento», frisou, referindo que, paralelamente, está a ser construída uma fábrica no norte de Portugal «apenas para a produção de vacinação para doenças virais».

Pedro Siza Vieira sublinhou a necessidade de «garantir a produção e preparar os Estados-membros para exercícios de vacinação em massa». Portugal vai avançar este fim de semana com um projeto-piloto de vacinação em massa de professores e auxiliares educativos que prevê a aplicação de vacinas a 300 mil pessoas em dois fins-de-semana. «Este projeto testará a nossa capacidade para conseguir estes números de vacinação diariamente», disse.

«Todos os Estados-membros devem fazer o mesmo. O acréscimo da produção tem de ser acompanhado pela capacidade de vacinação», afirmou o Ministro, sublinhando a importância de perceber a eficiência deste exercício para analisar a capacidade de Portugal para alcançar «um número entre as 70 mil e as 100 mil vacinações diárias quando as entregas de vacinas forem maiores».

O Comissário Europeu do Mercado Interno, Thierry Breton, reiterou que a reunião com o Primeiro-Ministro António Costa e com o Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, foi «muito proveitosa» e abordou ainda outros temas relacionadas com a estratégia industrial europeia, com a Defesa e o Espaço e com os serviços e mercados digitais.