Saltar para conteúdo

Notícias

2020-05-05 às 17h29

Portugal aumenta resposta de cuidados intensivos

A Ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou que Portugal aumentou a resposta para doentes com necessidade de cuidados intensivos durante a abertura de uma nova unidade em Matosinhos.

«Temos cerca de 620 camas de cuidados intensivos tipo 3. E depois temos unidades de cuidados intensivos pediátricos, neonatais, de queimados. Portanto, camas gerais de cuidados intensivos ultrapassam já as 620», disse.

A nova unidade de cuidados intensivos do Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, tem capacidade para 11 camas e foi construída em 20 dias. Este reforço da resposta ajuda Portugal a aproximar-se da média europeia.

«Trata-se de uma resposta no sentido de mais um passo que devemos fazer: ter em Portugal capacidade de resposta em medicina intensiva que esteja em linha com a da União Europeia: ou seja, mais de 11 camas por cada cem mil habitantes», afirmou.

Portugal está a «investir para melhorar» e Marta Temido elogiou a «capacidade da Unidade Local de Saúde de Matosinhos [USLM] de, em conjunto com a comunidade, num tempo extraordinariamente difícil e curto, não só responder à atividade assistencial necessária, mas preparar uma nova resposta de 11 camas adicionais com condições adequadas a duplicar a resposta do serviço».

O projeto representa um investimento de cerca de 700 mil euros, verba que foi possível reunir com o apoio de vários mecenas, entre os quais grandes empresas locais, além da Câmara Municipal de Matosinhos.
Tags: saúde
Áreas:
Saúde