Saltar para conteúdo

Notícias

2020-03-31 às 13h54

«Os profissionais de saúde são a joia da coroa do SNS»

Secretário de Estado da Saúde, António Sales, na conferência de imprensa diária sobre o Covid-19, Lisboa, 31 março 2020 (Foto:Miguel A.Lopes/POOL/LUSA)
«Os profissionais de saúde são a joia da coroa do Serviço Nacional de Saúde (SNS)», afirmou o Secretário de Estado da Saúde, António Sales, na conferência diária sobre o Covid-19 que decorreu em Lisboa.
 
Na declaração inicial, António Sales deixou «uma palavra de agradecimento a todos, sem exceção» que estão na linha da frente no combate à pandemia, entre os quais farmacêuticos e enfermeiros.
 
«Quero saudar veemente através da senhora bastonária da ordem dos farmacêuticos - Ana Paula Martins - pelo seu trabalho incansável» e a bastonária da ordem dos enfermeiros - Ana Rita Cavaco - esta «importante classe profissional e cujo trabalho é igualmente determinante», disse.
 
O Secretário de Estado referiu ainda que o trabalho de «identificar, testar, isolar, proteger e tratar» vai continuar e que «não podemos baixar os braços». «Contamos com todos nesta luta, que se faz a partir de casa de cada um. Contamos por isso com todos contamos com isso por cada um», acrescentou.
 
Populações mais vulneráveis
 
Referindo-se às «populações mais vulneráveis» como «uma das preocupações do Governo», António Sales afirmou que «já estão no terreno várias respostas em parceria com as associações da sociedade civil, com as autarquias, com as IPSS» e agradeceu «o esforço do sector social das soluções de proximidade».
 
Quanto aos reclusos - uma das populações de risco - o Secretário de Estado destacou o facto das medidas de contenção dos estabelecimentos prisionais terem conseguido manter o vírus fora das cadeias, registando-se até hoje um caso positivo de uma reclusa e de dois funcionários», todos eles agora em isolamento.
 
Também os lares e as residências seniores devem «continuar a reforçar os seus planos de contingência», aplicando-os e melhorando-os, uma vez que «a letalidade entre os idosos é bastante superior».
 
Mais equipamento de proteção individual
 
António Sales referiu que, ainda esta noite, chegará ao Porto um avião com 100 toneladas de equipamento de proteção individual, designadamente, «3,5 milhões de máscaras cirúrgicas, cerca de 300 mil toucas, 100 mil batas, entre outros equipamentos tão necessários aos profissionais que combatem esta epidemia».
 
Este material, segundo o Secretário de Estado, será distribuído pelo País conforme as necessidades» e que «é fundamental para proteger os profissionais de saúde». 
 
Também a reposição deste tipo de equipamento está ser permanentemente efetuada «para garantir que a prestação dos cuidados se faz com segurança».