Saltar para conteúdo

Notícias

2019-11-26 às 15h12

Ministro do Planeamento define relação entre Crescimento e Especialização Inteligente

Ministro do Planeamento, Nelson de Souza, no seminário sobre a Avaliação dos Impactos dos Fundos da União Europeia, 26 novembro 2019
O Ministro do Planeamento, Nelson de Souza, apresentou as orientações estratégicas do Governo que vão guiar a aplicação do princípio da Especialização Inteligente nos futuros critérios de apoio a projetos da programação europeia.

Durante a intervenção, num seminário promovido pela Agência de Desenvolvimento e Coesão, o Ministro sublinhou que «no próximo quadro comunitário 2021-2027, pelo menos 45% do FEDER vai ser afeto à implementação das Estratégias de Especialização Inteligente».

A estratégia RIS3, um instrumento de suporte e de planeamento da mudança estrutural suportada no conhecimento e na inovação, é cada vez mais relevante, «sobretudo no berço do seu impulso inicial, isto é, no âmbito da política de coesão promovida pela União Europeia».

Nelson de Souza destacou que a estratégia deve ter em atenção orientações fundamentais como a necessidade de alargar o círculo de abrangência do processo de inovação, a abordagem aos perigos de um possível retorno às prioridades setoriais, a complementação dos Sistemas de Inovação, evitando que se tornem completo e autossuficientes, e a adoção de um sistema de governação muito participado pelos próprios atores da mudança pretendida.

O Ministro acrescentou que a melhoria das práticas implementadas e as orientações estratégicas derivadas da Estratégia 2030 «darão origem às RIS 3 revisitadas que servirão de referencial para a aplicação do essencial dos esforços do País em matéria de contributo da política de inovação e do conhecimento para o crescimento económico de Portugal».
Tags: inovação
Áreas:
Planeamento