Saltar para conteúdo

Notícias

2020-09-04 às 14h31

Mais de cem mil vacinas contra a gripe vão ser fornecidas antecipadamente

Secretária de Estado Adjunta e da Saúde, Jamila Madeira, na conferência de imprensa diária sobre a Covid-19, Lisboa, 04 setembro 2020 (Foto: António Pedro Santos/POOL/LUSA)

A Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional, Jamila Madeira, afirmou que vai ser antecipado o «fornecimento das primeiras mais de cem mil doses da vacina» contra a gripe sazonal, às unidades do Serviço Nacional de Saúde.

 A medida, segundo a Secretária de Estado, «vai permitir à Direção-Geral de Saúde uma melhor distribuição» da mesma aos grupos considerados prioritários e mais vulneráveis.

 Na conferência de imprensa sobre a situação epidemiológica em Portugal, em Lisboa, Jamila Madeira referiu que, «neste ano particularmente atípico», o País regista «a maior compra de sempre de vacinas contra a gripe sazonal, num total de dois milhões», fazendo com que «haja mais vacinas e que as mesmas sejam garantidas mais cedo».

«País está hoje mais bem preparado»

A propósito do número de novos casos de infeção, pela Covid-19, a Secretária de Estado relembrou que o Governo sempre disse que «a batalha contra esta pandemia seria longa e passaria por várias fases», acrescentando que «hoje todo o País está mais bem preparado e mais focado no que é preciso fazer»:

 «O SNS está a fazer a sua parte na preparação de um período muito desafiante e complexo que temos pela frente, com a retoma de muitas atividades e o contexto exigente do outono/inverno para a saúde, muito em particular para os mais vulneráveis», acrescentou.

Sobre a nova aplicação Stayaway Covid, Jamila Madeira avançou que meio milhão de pessoas já a descarregaram e destacou «a necessidade e utilidade da adesão dos portugueses» à mesma.