Saltar para conteúdo

Notícias

2021-05-20 às 15h45

Mais cautela e reforço de testagem face a aumento do risco de transmissão

Ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, na conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros, Lisboa, 20 maio 2021 (Foto: João Bica)
A Ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, salientou que o aumento do risco de transmissão para um valor superior a 1 (1,01) faz com que o País tenha de tomar medidas para evitar que a pandemia se mantenha numa situação de crescimento.

«É momento de olhar para o aumento do risco de transmissão e tomar medidas que precisamos de tomar: ter mais cautela individualmente e reforçar a testagem nas regiões do país com valores mais elevados», disse a Ministra na conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros.

Na avaliação semanal sobre a evolução da pandemia nos 278 concelhos do território continental, o Governo determinou que apenas quatro não estarão com as regras de desconfinamento de 1 de maio em vigor: Arganil, Lamego, Montalegre e Odemira, mantendo-se com as regras do nível 2, de 19 de abril.

«A todos os restantes municípios aplicam-se as regras do nível 1, de 1 de maio, nomeadamente ao município de Resende, que avança no desconfinamento», refere o comunicado do Conselho de Ministros, que sublinha o avanço do concelho de Resende.

Mariana Vieira da Silva salientou, porém, que o risco de transmissão está acima de 1, «o que significa que o País entra em nível de crescimento da pandemia». «Temos de olhar com atenção para a forma como este aumento se coloca no território», acrescentou.

A Ministra disse ainda que a incidência de casos por 100 mil habitantes a 14 dias está neste momento abaixo dos 150 depois de se situar em 118 quando iniciou o desconfinamento. «O cruzamento entre a transmissão e nível de incidência aplicado na matriz de risco demonstra que o posicionamento do País está claramente ainda no nível verde», afirmou.

Portugal tem neste momento dez concelhos em situação de alerta – cinco que reentram na lista e outros cinco que se mantêm – e Mariana Vieira da Silva destacou também que o concelho de Odemira está com uma situação «significativamente melhor».

«Tem 287 casos por 100 mil habitantes e volta a ter um valor acima dos 240, como há uma semana, mas recordo que já teve cerca de 1000 casos», disse.

Tags: coronavírus
Áreas:
Presidência