Saltar para conteúdo

Notícias

2021-04-30 às 15h53

Indicadores económicos dão sinais positivos após o início do desconfinamento

Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital sobre o desempenho económico do 1.º trimestre de 2021
O Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, afirmou que «as notícias não são as melhores», acerca da primeira estimativa sobre o Produto Interno Bruto em Portugal no 1.º trimestre de 2021, divulgadas pelo INE, embora sejam «as primeiras estimativas que ainda têm de ser confirmadas e poderão ter de ser revistas».

«O Produto Interno Bruto caiu, em Portugal, 5,4% relativamente ao 1.º trimestre de 2020 e, em cadeia», relativamente ao trimestre anterior, «caiu 3,3%», referiu o Ministro.

Pero Siza Vieira disse que isto aconteceu devido ao «confinamento muito intenso a que tivemos de recorrer logo em meados de janeiro levou a que o consumo privado caísse bastante». «As exportações comportaram-se muito bem e as exportações de bens permitiram aguentar a atividade económica».

Contudo, «os sinais que vamos tendo, desde o final do confinamento, são muito positivos: o emprego aumentou em fevereiro e em março; os índices de confiança das empresas e dos consumidores estão, agora, em níveis muito elevados, assim como o indicador de atividade económica», disse.

«À medida que prosseguimos o nosso processo de desconfinamento e que prosseguimos, também, o Plano de Vacinação, podemos encarar com mais confiança a retoma nos próximos tempos», afirmou ainda o Ministro.