Saltar para conteúdo

Notícias

2021-04-30 às 17h17

Homenagem do Senado dos EUA a Aristides de Sousa Mendes é «muito relevante»

Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva

O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, afirmou que a resolução aprovada por unanimidade no Senado dos EUA que homenageia a memória do diplomata português Aristides de Sousa Mendes «é um facto muito relevante, até porque foi uma resolução bipartidária e aprovada por consenso».

Em declarações à agência Lusa, o Ministro salientou este gesto «pleno de significado» para a comunidade judaica nos EUA, recordando a primeira vez que reuniu com o seu presidente, numa visita a Nova Iorque, em 2016.

«Disse-me que quando a sua mãe soube que iria estar com o ministro português dos Negócios Estrangeiros lhe pediu para lhe transmitir um agradecimento sentido. Porque ela tinha sido acolhida em Portugal, de passagem, quando fugia do regime nazi», referiu.

Na resolução aprovada pelo Senado, salienta-se que Aristides de Sousa Mendes atuou «com coragem e risco pessoal, ao emitir vistos de trânsito para judeus poupando-os da ocupação nazi e do Holocausto», salvando muitos milhares de vidas inocentes enquanto cônsul de Portugal em Bordéus.

Augusto Santos Silva destacou também o facto de a resolução do Senado dos EUA recordar a homenagem que foi feita em Portugal a Aristides de Sousa Mendes pelo antigo Presidente da República Mário Soares e pelo atual, Marcelo Rebelo de Sousa.

A homenagem insere-se na celebração dos 80 anos desde que o cônsul português em Bordéus decidiu desobedecer às instruções do então Presidente do Conselho, António de Oliveira Salazar, emitindo vistos a refugiados, durante a Segunda Guerra Mundial, o que lhe valeu a expulsão da carreira diplomática.