Saltar para conteúdo

Notícias

2021-05-25 às 20h42

Governo vai atribuir bolsas de investigação científica extraordinárias

Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, na Comissão de Educação, Ciência, Juventude e Desporto, na Assembleia da República, 25 maio 2021 (Foto: João Bica)

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, afirmou que o Governo vai atribuir bolsas científicas extraordinárias para os bolseiros que ficaram impedidos de cumprir os seus planos de atividade devido à pandemia.

Numa audição na Comissão de Educação, Ciência, Juventude e Desporto, na Assembleia da República, Manuel Heitor disse que este «é o mecanismo mais expedito que melhor protege e defende os bolseiros». O regulamento para a atribuição destas bolsas excecionais será feito até 15 de junho pela Fundação para Ciência e Tecnologia (FCT).

O Ministro afirmou que a duração das bolsas varia consoante as necessidades dos bolseiros e que, para acederem a estes subsídios adicionais, terão de apresentar um requerimento, que será avaliado por uma comissão formada nomeadamente por representantes da FCT e da Associação de Bolseiros de Investigação Científica.

As bolsas de investigação científica são um subsídio atribuído mensalmente aos beneficiários que exercem trabalhos científicos para obtenção, por exemplo, de um grau académico (mestre ou doutor).

Para auferirem deste apoio - que pode ser concedido pela FCT, por uma universidade ou laboratório - os requerentes não podem ter qualquer outra atividade remunerada, ao abrigo do Estatuto do Bolseiro de Investigação.