Saltar para conteúdo

Notícias

2020-05-19 às 19h27

Governo reprogramou 300 milhões de euros de fundos europeus

Ministro da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, durante a audição parlamentar na Assembleia da República, Lisboa, 19 maio 2020 (Foto: Mário Cruz/Lusa)
A Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, afirmou que foram reprogramados 300 milhões de euros de fundos europeus durante o último mês para áreas como a educação, a saúde e os equipamentos culturais.

Na Assembleia da República, numa audição da Comissão de Administração Pública, Modernização Administrativa, Descentralização e Poder Local, a Ministra sublinhou que o objetivo foi «maximizar apoios aos investimentos em execução», sobretudo de reabilitação do edificado e de retirada de amianto.

«Em algumas áreas temos projetos em execução que não aproveitam a taxa máxima de apoio de 85%. Portanto, vamos usar estas verbas que possam ser libertadas deste exercício para maximizar o apoio aos projetos que estão em execução», reiterou.

A Ministra apelidou esta decisão como um «exercício de realismo» e referiu que a previsão do Governo é conseguir «aumentar a taxa de cofinanciamento para o máximo dos projetos e aumentar o custo elegível na Educação, que é uma área que tem tido uma execução relativamente interessante».

Ana Abrunhosa afirmou ainda que, no âmbito dos Programas Operacionais Regionais, houve um reforço de 70 milhões para a escola digital, onde a prioridade irá para as famílias carenciadas, nomeadamente para assegurar que há cobertura de rede e que as famílias têm meios tecnológicos.