Saltar para conteúdo

Notícias

2021-05-25 às 13h39

Governo quer qualificar acesso aos cuidados de saúde mental

Ministra da Saúde, Marta Temido, na inauguração das instalações provisórias da Unidade de Saúde Mental de Oeiras, 25 maio 2021 (Foto: José Sena Goulão/Lusa)
A Ministra da Saúde, Marta Temido, destacou as prioridades do Governo de «qualificar a forma como se acede aos cuidados de saúde mental e reforçar as respostas de proximidade».

«São as prioridades da nossa ação. É um investimento largamente compensado pelos ganhos em saúde e pela diminuição de custos diretos e indiretos associados. Sabemos que o Serviço Nacional de Saúde tem recursos finitos, mas tem a competência e a capacidade para liderar na articulação com as respostas já existentes», acrescentou.

Na inauguração das instalações provisórias da Unidade de Saúde Mental de Oeiras, integrada no Serviço de Psiquiatria e Saúde Mental de adultos do Centro Hospitalar Lisboa Oriental (CHLO), a Ministra reiterou a importância desta área e a de continuar a aprofundar a aposta com uma «filosofia de intervenção comunitária».

Marta Temido sublinhou também o desejo de «construir uma organização dos modelos de atenção às necessidades de saúde mental», referindo que metade das perturbações mentais começa na juventude e que a maioria não é detetada de forma atempada.

«Daí esta nossa necessidade de apostar e intervir cada vez mais precocemente e reclamar para a saúde mental a certeza de que se mudarmos o início da história, mudamos a história. Intervir mais cedo pode contribuir para resolver todo um processo», disse.
Áreas:
Saúde