Saltar para conteúdo

Notícias

2020-07-29 às 14h42

Governo quer dar as melhores condições às empresas para «aproveitar retoma do mercado»

Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, na visita a uma empresa de calçado, Felgueiras, 29 julho 2020 (Foto: Octávio Passos/Lusa)
O Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, destacou que o Governo quer apoiar as empresas da melhor forma possível para que estas possam «aproveitar a retoma do mercado» no próximo ano com as melhores condições.
 
Em Felgueiras, durante uma visita a uma empresa de calçado, o Ministro sublinhou que «as empresas portuguesas têm à sua disposição uma panóplia muito grande de apoios em função da sua própria situação».
 
«É preciso trabalhar muito de perto com as empresas, no sentido de ajudar a atravessar estes momentos difíceis, este vale profundo de uma contração muito grande da procura para que, no próximo ano, possamos estar todos nas melhores condições para aproveitar a retoma do mercado», acrescentou.
 
Siza Vieira realçou que «a resposta do Governo tem sido, desde o primeiro momento, flexível e aberta, para tentar responder às circunstâncias que vão mudando».
 
O Ministro sublinhou também que os dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística e pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional «levam a pensar que o ponto mais crítico da contração económica já ficou para trás».
 
Destacando o abrandamento na subida do desemprego, salientou também que «em junho já houve mais ofertas de emprego e mais colocações de trabalhadores do que em maio».
 
«Foi muito importante verificar na resposta ao inquérito do INE que 99% das empresas dizem que já estão em funcionamento e que as perspetivas de liquidez são agora melhores do que foram em abril», disse.
 
O Ministro afirmou também que o apoio às empresas tem agora de ser «dirigido para comparticipar e apoiar o pagamento dos salários que ainda não estão a trabalhar em pleno».