Saltar para conteúdo

Notícias

2020-08-07 às 17h13

Governo abre 435 vagas para médicos de família

Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, na conferência de imprensa regular sobre Covid-19, Lisboa, 7 agosto 2020
O Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, afirmou que o Governo vai abrir um procedimento para 435 postos de trabalho na especialidade de Medicina Geral e Familiar.

Na conferencia de imprensa regular sobre a Covid-19, em Lisboa, o Secretário de Estado destacou que este «é o maior número de vagas para médicos de família dos últimos tempos» e referiu que faz parte da estratégia transversal de reforço dos recursos humanos no Serviço Nacional de Saúde.

António Lacerda Sales realçou também o despacho publicado que fixou os postos de trabalho médico nas zonas geográficas do País e especialidades definidas como carenciadas: «São 185 vagas, o maior número de sempre para zonas do país que mais delas necessitam como o Algarve, as Beiras, Trás-os-Montes, às quais o Governo atribui um conjunto de incentivos aos profissionais que a elas se candidatam, porque reconhecemos que a força de trabalho é o motor do Serviço Nacional de Saúde e queremos profissionais de saúde motivados».

O Secretário de Estado disse ainda que já foram contratados cerca de 4300 profissionais de saúde para fazer face às diferentes fases da pandemia de Covid-19 e permitir o aumento da capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde.

«Temos feito um reforço importante ao nível dos recursos humanos para garantir que o Serviço Nacional de Saúde vai tendo capacidade de resposta às diferentes fases da pandemia», reiterou.

Portugal tem mais de 1,7 milhões de testes de diagnóstico à Covid-19 desde o início de março e em agosto «a média de testes por dia é superior a 13 mil, o que faz com que Portugal seja o sexto país da União Europeia com mais testes por milhão de habitantes».