Saltar para conteúdo

Notícias

2020-03-25 às 16h49

Forças Armadas receberam 5 mil candidaturas de voluntários para responder ao Covid-19

As Forças Armadas receberam, até ao momento, 5 mil candidaturas de voluntários para ajudar na resposta à pandemia de Covid-19, segundo a área governativa da Defesa Nacional. Estes voluntários poderão ser colocados em 18 unidades militares dos três ramos das Forças Armadas, identificadas pelo Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA), que disponibiliza informação no seu website para o efeito. 

As candidaturas surgiram depois do EMGFA ter feito um apelo à «família militar» (militares na reserva e na reforma e respetivos familiares, civis e ex-militares e familiares – para que ajudem a instituição no reforço do Serviço Nacional de Saúde (SNS). 

O apelo foi dirigido a médicos, farmacêuticos, enfermeiros, psicólogos, técnicos auxiliares de ação médica, entre outros profissionais de saúde, mas também a voluntários com outras formações para «outras funções de apoio».

As Forças Armadas portuguesas disponibilizaram ainda 2300 camas para reforçar a capacidade do Serviço Nacional de Saúde. Destas, 2 mil poderão ser utilizadas para prestar cuidados de saúde, não diferenciados e a restantes 300 para apoiar os profissionais do SNS.