Saltar para conteúdo

Notícias

2020-09-15 às 16h21

Escolas terão de ser «sítios seguros»

Ministro da Educação acompanha Presidente da República numa visita à Escola Básica de Gueifães, Maia, 15 setembro 2020

O Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, afirmou que as escolas do País terão necessariamente de ser sítios seguros, face à pandemia da Covid-19.

 Tiago Brandão Rodrigues falava durante uma visita à Escola Básica de Gueifães, na Maia, que teve obras de requalificação, num investimento desde cerca de 3 milhões de euros, resultado do acordo de colaboração entre o Ministério da Educação e o município, que permitiu a reabilitação de 3 escolas do concelho.

 Ao lado do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, Tiago Brandão Rodrigues falou de um ano letivo «atípico e especial» e dos constrangimentos causados pela Covid-19. O Ministro reafirmou, no entanto, que a retoma das atividades letivas presenciais é «absolutamente fundamental», porque nada substituiu a presença do professor, o edifício escolar e a aprendizagem que acontece nas salas de aula.

 Referindo-se às 5.300 escolas públicas e milhares de privadas, que reiniciam agora as atividades letivas presenciais, o Ministro da Educação disse que ninguém estará a mais na luta contra a pandemia.

 Ao longo da visita, Tiago Brandão Rodrigues e o Presidente da República foram questionando os alunos sobre as regras a adotar para fazer face à pandemia, nomeadamente sobre a importância de usar máscara, higienizar as mãos e manter o distanciamento social.

 Com gel desinfetante em vários pontos do edifício escolar, a escola, agora requalificada, tem ainda sinalética, nomeadamente no chão, sobre por onde os alunos devem seguir ou, entre vários outros procedimentos de segurança, onde devem esperar para entrar na cantina.