Saltar para conteúdo

Notícias

2021-01-08 às 18h09

Defesa Nacional reforça apoio ao Serviço Nacional de Saúde

Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho
O Hospital das Forças Armadas - Polo de Lisboa vai disponibilizar as valências de um hospital de campanha nas suas instalações, ampliando a sua capacidade de resposta até 60 camas de internamento em enfermaria e seis de cuidados intensivos, para utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS), a partir de 11 de janeiro.
 
Para fazer face a este aumento da capacidade instalada, o HFAR irá reforçar também as suas equipas de profissionais de saúde, com médicos e enfermeiros provenientes dos diferentes Ramos das Forças Armadas. 
 
Ainda neste contexto de estreita colaboração com a Saúde, o Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, deu também instruções ao Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA), para que aumente o nível de prontidão das estruturas de apoio de retaguarda militares, nas regiões Centro, Lisboa e Vale do Tejo e Alentejo.
 
Na região de Lisboa e no âmbito da parceria já existente entre a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e a Direção de Saúde do Exército, está também prevista para breve a abertura de mais 30 camas no Centro de Apoio Militar/CAM de Belém, que disponibilizará assim 90 camas para doentes com Covid-19. Nos dias mais recentes atingiu-se a lotação máxima atual de 60 camas.