Saltar para conteúdo

Notícias

2020-03-30 às 15h41

Ciência nacional mobiliza agentes no combate ao Covid-19

A área da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior tem destacado a mobilização de vários agentes relacionados com a investigação científica na pesquisa que permita soluções de combate ao Covid-19.
 
A partir de 31 de março estará aberto um concurso da Agência Espacial Europeia, que conta com um financiamento de até um milhão de euros, que pretende apoiar soluções de combate baseadas em tecnologias espaciais. A Agência Espacial Portuguesa, em colaboração com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia, vai apoiar o desenvolvimento e implementação de projetos específicos em Portugal.
 
Estas soluções pretendem privilegiar o desenvolvimento de projetos que incluam diagnóstico remoto, monitorização digital remota, planeamento de recursos médicos, limpeza e desinfeção das áreas afetadas, entre outros.
 
O concurso terá também uma componente para o domínio da educação, com prioridade para projetos de e-learning e formação remota de professores e alunos, soluções motivacionais de interação social virtual com os estudantes e modelos de formação à distância para empreendedores.
 
Em qualquer um dos casos, os projetos devem recorrer às tecnologias de navegação ou comunicação por satélite e sistemas de observação da terra. As candidaturas estão abertas até às 12 horas (hora de Lisboa) de 20 abril.
 
Ações e iniciativas lançadas em Portugal em março
 
Num comunicado divulgado a 27 de março, o gabinete do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, divulgou um conjunto de ações e iniciativas lançadas em Portugal para promover a ciência e o conhecimento no combate ao Covid-19.
 
A nota destacava o «maior sentido de dever cívico, de comprometimento com a saúde pública e com a segurança de todos, em particular dos mais idosos e vulneráveis» e enumerava um conjunto de ações como um teste de diagnóstico por PCR (proteína c-reativa), um novo modelo de triagem que permita uma identificação antecipada de pacientes com maior risco, o desenvolvimento de ventiladores invasivos e outros sistemas de ventilação, ou o desenvolvimento de equipamentos de proteção individual.
 
As ações e iniciativas completas podem ser consultadas no comunicado divulgado.