Saltar para conteúdo

Notícias

2021-07-07 às 14h55

Arsenal do Alfeite deverá terminar o ano com «resultados positivos»

Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, na audição regimental na comissão de Defesa Nacional, Assembleia da República, 7 junho 2021 (Foto: António Cotrim/Lusa)
O Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, disse que o Arsenal do Alfeite vai terminar o ano com «resultados positivos» e que, em 2022, terá um saldo «reforçado» na sequência da prevista revisão do preço do trabalho na empresa.

Durante uma audição regimental na comissão parlamentar de Defesa Nacional, na Assembleia da República, João Gomes Cravinho afirmou ainda que está assegurada uma «tranquilidade de tesouraria» e que se prevê «um resultado líquido positivo em 2021 e um resultado reforçado em 2022 pela primeira vez em muitos anos».

Segundo o Ministro, esta previsão de resultados decorre da revisão do «preço homem/hora» na empresa, na sequência de uma recomendação da «comissão de auditoria de preços», cujo relatório prevê «um aumento muito significativo dos preços homem/hora, o que vai permitir que o Arsenal atinja o equilíbrio financeiro».

João Gomes Cravinho referiu ainda que em breve será assinado um contrato entre o Arsenal do Alfeite - detido a cem por cento pelo Estado e que presta serviços à Marinha portuguesa - e à Marinha de Marrocos.

O Ministro afirmou também que estão previstos dois milhões de euros - provenientes do Plano de Recuperação e Resiliência - para a edificação da Academia do Arsenal, visando a formação e ensino nas áreas da engenharia naval e cujos primeiros cursos vão começar no outono, com currículos adequados às necessidades das empresas do setor naval.