Saltar para conteúdo

Notícias

2020-09-03 às 16h24

Aprovada a 8.ª geração do Programa Escolhas

Jovens do programa Escolhas constroem pequenos robots
O Conselho de Ministros aprovou a resolução que procede à renovação do Programa Escolhas, a 8.ª Geração, para o período de 2021 a 2022.

O Programa Escolhas tem como objetivos o combate à discriminação, o reforço da coesão social e a promoção de igualdade de oportunidades. Integrado no Alto Comissariado para as Migrações, tem como missão promover a inclusão social de crianças e jovens provenientes de contextos com vulnerabilidade socioeconómica. 

Para tal, implementa medidas que promovem a educação, a formação e qualificação, o emprego e empreendedorismo, bem como a dinamização comunitária, a participação e a cidadania.

Com destaque para as áreas da prevenção de delinquência juvenil, redução do abandono escolar precoce e promoção do empreendedorismo responsável e inclusivo, o Programa Escolhas celebra este ano 20 anos de existência, com resultados demonstrados nas áreas do sucesso escolar, inovação, experimentação e capacitação, reconhecido nacional e internacionalmente como boa prática.

400 mil participantes

Ao longo da sua existência o Programa Escolhas abrangeu uma totalidade de 650 projetos e cerca de 400 000 participantes. Na sua 7.ª geração, o Programa Escolhas contou com 103 projetos, abrangendo mais de 28 000 participantes, entre estes, 23 000 crianças e jovens de contextos de vulnerabilidade socioeconómica.

Estes projetos são dinamizados em 68 municípios do território nacional, mobilizando mais de 900 entidades, entre elas, municípios, juntas de freguesia, agrupamentos de escolas, comissões de proteção de crianças e jovens em risco, o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), associações de imigrantes, e instituições particulares de solidariedade social. 

Relativamente às metas previstas até final do ano 2020, os indicadores mais recentes apresentam valores muito promissórios, nomeadamente, 720 jovens foram integrados em formação profissional, 740 jovens integrados no mercado de trabalho, e mais de 1000 crianças e jovens certificadas no domínio das tecnologias da informação e comunicações. 

Tags: juventude
Áreas:
Presidência