Saltar para conteúdo

Notícias

2021-04-19 às 9h40

19 de abril - início da resposta aos Censos 2021

Ministra da Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, o presidente do INE, Francisco Lima, conferência de imprensa que marca o dia de início da fase de resposta dos Censos 2021, Lisboa, 19 abril 2021 (foto: João Bica)
Inicia-se a 19 de abril a fase de resposta aos Censos 2021 (XVI Recenseamento Geral da População e VI Recenseamento Geral da Habitação) dando continuidade à mais longa e consistente série estatística nacional sobre a população e a habitação, que se realiza a cada 10 anos, no primeiro ano de cada década, sendo as respostas confidenciais.

19 de abril é o dia de referência dos dados dos Censos 2011

A necessidade de estabelecer um dia de referência para os dados prende-se com o facto de ser importante garantir o maior rigor na contagem da população, eliminando a possibilidade de omissões ou duplicações. 

Esta é a data do retrato do país e corresponde ao dia relativamente ao qual devem ser dadas as respostas.

Como responder

Para facilitar a resposta da população aos Censos 2021, o INE investiu na resposta através da Internet. No atual contexto epidemiológico, este modo de recolha de dados reveste-se da maior relevância, tendo em conta que minimiza os contactos entre recenseadores e a população.

Para responder pela Internet:
  • Fácil - Aceda censos2021.ine.pt
  • Seguro – Digite o Código e a Password indicados na carta que recebeu do INE 
  • Rápido – Responda às questões e no fim selecione entregar.
A resposta aos censos deve ser dada preferencialmente até ao dia 3 de maio

Na resposta aos Censos a população tem disponível uma Linha de Apoio (21 054 2021) disponível todos os dias entre as 9h00 e as 21h00 e que prestará toda a ajuda e esclarecimentos necessários.

Quando a resposta pela Internet não for possível, a população tem ao seu dispor outros modos de resposta, nomeadamente:
  • Telefone para grupos da população com maior dificuldade na resposta pela Internet ou impedidos de contato presencial;
  • eBalcão nas Juntas de Freguesia (mediante as condições de acessibilidade locais e em função da respetiva situação de saúde pública);
  • Autopreenchimento dos questionários em papel, entregues pelos recenseadores, que cumprem um rigoroso protocolo de Saúde Pública.
Garantia de segurança

A situação epidemiológica da Covid-19 levou à elaboração de um Plano de Contingência de forma a garantir a realização da operação censitária com qualidade e protegendo a saúde de toda a população, incluindo dos recenseadores e dos demais envolvidos nos Censos. 

Nos Censos de 2021 haverá também um reforço dos mecanismos de controlo do trabalho de campo e de validação da informação recolhida num contexto de crise pandémica, nomeadamente através da integração de informação administrativa, garantindo a realização da operação censitária com toda a segurança.

Ficheiros:
Áreas:
Presidência