Saltar para conteúdo

Intervenções

2020-01-06 às 19h49

Ministro da Defesa Nacional na visita de Ano Novo ao Centro de Apoio Social de Oeiras

«Estamos a 6 de janeiro, Dia de Reis. Dia tradicional para se cantarem as janeiras e dar as boas vindas ao ano novo. Dia de otimismo. Os dias começam a ser mais compridos e as noites mais curtas. É um dia para olharmos com entusiasmo e ambição para o ano que agora começa. Quero dizer que partilho do otimismo do general Serafino em relação a este ano que agora começa.

Nós temos desafios complexos na nossa sociedade. Em Portugal, estamos todos a ficar mais velhos. A nossa média etária nacional está a aumentar e a sociedade tem de adaptar-se a esta realidade. Portugal de hoje ou Portugal de daqui a 20 anos, do ponto de vista da demografia, é um país diferente da realidade de há 20 ou 30 anos. E aqui no CAS de Oeiras e no IASFA há um trabalho de adaptação que também está a ser feito.

Cometo aqui uma pequena inconfidência para vos dizer que na primeira conversa que tive com o senhor primeiro-ministro, quando ele me convidou para este lugar, ele falou-me no IASFA. Falou-me na importância de dar um caminho e apoio novo ao IASFA.

Ao longo deste ano e pouco de mandato tenho tido o grato privilégio de trabalhar com o senhor general Serafino e creio que o ano de 2019 foi um ano em que enfrentámos várias das maiores dificuldades com que o IASFA se confrontava e terminámos o ano já com ideias e perspetivas diferentes quanto ao futuro do IASFA».

Leia a intervenção na íntegra