Saltar para conteúdo

Intervenções

2020-10-08 às 17h07

Intervenção do Secretário de Estado da Administração Pública na XIX Conferência Ibero-americana de Ministros da Administração Pública

Quando, nos primeiros meses de 2020, planeávamos esta Conferência, tudo indicava que a acolheríamos no mês de junho, em Lisboa, num processo colaborativo com a Secretaria Pro Tempore de Andorra.

Teria sido particularmente entusiasmante receber esta reunião num quadro institucional renovado, alguns meses depois da tomada de posse do presente Governo que criou a área governativa da Modernização do Estado e da Administração Pública, demonstrativa da centralidade que estas políticas têm e terão na presente legislatura.

A pandemia Covid-19 condicionou, como sabemos, a realização destas Conferências de forma presencial, conduzindo a Secretaria Pro Tempore de Andorra a montar esta incrível operação de realizar todas as conferências setoriais de forma virtual, sem perda de qualidade e participação. As minhas primeiras palavras de agradecimento são, por isso, para Andorra e para a Ministra Judith Pallarés, que continuou a envolver Portugal na organização desta Conferência, pese embora a transição para o online. É uma honra partilhar esta Mesa de Presidência e ter visto considerados, ao longo do processo, todos os nossos contributos e visão sobre o tema que norteia esta Conferência e a sua realização.

O espaço Ibero-americano e os seus mais de 600 milhões de cidadãos, unidos pela proximidade cultural e linguística, representam uma prioridade para a atuação de Portugal a nível internacional, porquanto encontramos nestes países e nos seus povos parceiros incontornáveis na prossecução dos objetivos de desenvolvimento sustentável e da Agenda 2030.

Leia a intervenção na íntegra em anexo.