Saltar para conteúdo

Intervenções

2020-01-17 às 19h13

Intervenção do Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações no aniversário da NAV Portugal

«É um enorme prazer celebrar o vigésimo aniversário da NAV. Portugal não tem muitas entidades que possam patentear ao longo de toda a sua história um registo constante de competência e alto desempenho. Os nossos controladores aéreos e todos os serviços associados sempre ombrearam com os melhores e, melhores do que esses, tiveram arte e engenho para desenvolverem as suas próprias ferramentas de navegação, ainda hoje operacionais, qual artesanato manual, sem erros, rotas em papel, na era da computação. Nem queria acreditar. Nada que não estivesse no nosso "ADN" de marinheiros dos mares e dos ares. O tráfego está, porém, um pouco mais sofisticado e congestionado do que no tempo dos hidroaviões ou do que em 1999, quando a NAV foi fundada. As pessoas deslocavam-se à cerca da Portela para ver os aviões descolar e aterrar, agora, já não os podem ouvir e alguns nem no Montijo os querem ver.

Não obstante o frenesim aéreo e os constrangimentos vários, a NAV em dia de aniversário regista mais um notável feito: os 855 mil voos monitorizados em 2019 nas RIV de Lisboa e Santa Maria. É impressivo e eloquente sobre a muita capacidade dos profissionais para gerirem aumentos sucessivos de tráfego, sob condições cada vez amais exigentes e com torres de controlo coevas dos pioneiros da aviação civil, para exagerar só um bocadinho. Mas o que os profissionais da NAV têm feito não são milagres, apesar de gerirem os céus: é mesmo fruto da competência e da capacidade de se superarem. O meu bem-haja a todos pelo vosso desempenho excecional. O País está-vos muito grato.»

Leia a intervenção na íntegra em anexo.
Tags: aviação