Saltar para conteúdo

Intervenções

2020-09-28 às 15h04

Intervenção do Ministro do Mar na conferência «Ação Climática: Desafios Estratégicos»

«Começo por recordar as palavras do Secretário-Geral da ONU, António Guterres quando há dias reiterou que os Estados "precisam de agir em conjunto em relação à ameaça climática que é uma ameaça muito maior do que a ameaça da pandemia em si mesma»: «é uma ameaça existencial para o nosso planeta e para as nossas vidas»-

A verdade é que a «ameaça existencial» do aquecimento global, o maior flagelo do nosso tempo, foi anunciada e explicada por oceanógrafos desde, pelo menos, a década de 50 do século passado. Deixámos que prosseguisse…

Neste painel foi-me pedido para enquadrar a relação entre a o Mar e as Alterações Climáticas.

Neste contexto, vou salientar 3 ligações importantes: primeiro, o Oceano é o maior regulador do clima global, que o aquecimento global desequilibrou, impôs stress e enfraqueceu.

Os oceanos têm sido um ativo importantíssimo na segurança do planeta. São responsáveis pela absorção do dióxido de carbono em excesso e pela captura do calor extra produzido como consequência do processo de aquecimento global em curso.

Apesar disso o papel vital do Oceano não tem ainda o reconhecimento político e social que é devido.»

Leia a intervenção na íntegra

Tags: mar, oceanos