Saltar para conteúdo

Intervenções

2020-09-15 às 19h12

Intervenção do Ministro do Mar na cerimónia de assinatura do contrato «Biodiversidade 2030»

«Estamos a meio das comemorações dos 500 anos da Viagem de Circunavegação de Fernão de Magalhães. Viagem esta que, como todos sabemos, acabou com o reinado do Ouvir-dizer e mostrou que era possível circum-navegar o mundo através do Mar-Oceano.

O Mar-Oceano em que Fernão de Magalhães se aventurou serviu também para mostrar, nas palavras do cronista da viagem, o italiano Antonio Pigafetta, que "não havia monstros com rostos em chama a ameaçar os navios: em vez deles, peixes voadores saltavam da água, e não apenas uns poucos, mas tão grande quantidade todos juntos parecia uma ilha no mar". Era um mundo estranho e imensamente rico.

Contudo o Mar/Oceano já não é o que era e muito mudou nestes 500 anos de história. O oceano que temos hoje é mais ácido, mais quente e expandido, as correntes estão a mudar em força, direção e calor, nalguns casos, o oxigénio está a rarear em várias extensões e a biodiversidade a diminuir. As ilhas de peixes voadores descritas por Pigafetta passaram a grandes manchas de lixo e plástico. Vemos o lixo de uma sociedade de desperdício acumular-se em ilhas flutuantes e a entrar na dieta alimentar de muitos organismos».

Leia a intervenção na íntegra