Saltar para conteúdo

Intervenções

2021-07-14 às 14h34

Intervenção do Ministro do Ambiente e da Ação Climática na Comissão de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território

Julgo que a muitos deputados nesta Assembleia não chegou a boa-nova. A Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia foi um sucesso na área do Ambiente e da Energia, qualquer que seja a bitola usada.

O Parlamento Europeu felicitou-a, aquando da aprovação da Lei do Clima. Os ambientalistas europeus, normalmente grandes críticos, consideraram um sucesso da presidência de Portugal a gestão da Estratégia da UE para a Sustentabilidade dos Produtos Químicos e a grande ambição, expressa pelo Conselho, em março, de avançar para um ambiente livre de produtos tóxicos. Mas também aprovámos a Estratégia Europeia de Adaptação às Alterações Climáticas e o regulamento das novas redes transeuropeias de energia, que inibe o financiamento de projetos com combustíveis fósseis.

Para que não fiquem dúvidas: todos os objetivos da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia na área do ambiente e da energia foram alcançados, tendo sido dado um contributo fundamental para a concretização do Pacto Ecológico Europeu. Sim, seguimos o nosso mote: agimos.

Era esta a minha primeira nota.
Tags: ambiente