Saltar para conteúdo

Intervenções

2021-02-02 às 11h54

Intervenção do Ministro da Administração Interna no Evento Europol do Grupo de Escrutínio Parlamentar

«Queria, antes de mais, saudar esta iniciativa no âmbito da dimensão parlamentar da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia e saúdo, pela iniciativa, os co-Presidentes, a senhora deputada Isabel Oneto, da Assembleia da República de Portugal, e o Presidente da Comissão LIBE, Juan Fernando López Aguilar. Cumprimento também a senhora Comissária Ylva Johansson, que está connosco neste painel e usou já da palavra, bem como os senhores deputados, quer europeus quer nacionais, que irão participar no debate que se seguirá.

E queria saudar esta convergência de posições entre os parlamentos, que tomaram a iniciativa de colocar este tema bem alto no quadro da agenda da dimensão parlamentar deste semestre de Presidência europeia, da Comissão, e da própria Presidência que aqui represento, ao atribuir prioridade à matéria relativa à consolidação e reforço de um novo mandato da Europol. A dimensão parlamentar fê-lo ao selecionar este tema, entre muitos outros, como matéria para este seminário que está a decorrer nestes dois dias. A Comissão fê-lo ao tomar a iniciativa de aprovar a proposta que apresentou no início de dezembro. E a Presidência entendeu, como foi já referido, colocar este como um dos três temas que foram discutidos na passada quinta-feira, no âmbito da reunião informal dos ministros dos Assuntos Internos, que foi realizada por via digital mas a partir de Lisboa.

As Agências Europeias desempenham um papel incontornável na promoção da segurança dos europeus, e são um resultado do aprofundamento da União e do princípio de uma verdadeira cooperação que todos temos de promover».

Leia intervenção na íntegra