Saltar para conteúdo

Intervenções

2020-03-03 às 17h54

Intervenção da Secretária de Estado da Valorização do Interior na conferência do Fórum para as Competências Digitais

No Interior temos dois tipos de realidades: a das cidades médias, com alguma capacidade já instalada, e uma realidade diferente, em territórios mais frágeis e com mais vulnerabilidades.

Nas cidades médias, estas ferramentas digitais vão permitir trazer valor às cadeias estabelecidas, melhorando a eficiência dos processos, modernizando diversos setores de atividade, não só do digital mas também de setores como o turismo, o agroalimentar, o ramo automóvel ou a saúde.

Fomentar o trabalho em rede, significa formar consórcios entre empresas, start ups, com melhorias em toda a linha.

Também são as ferramentas digitais que permitem a dinamização do trabalho à distância, o teletrabalho, essencial para captar pessoas para o Interior do país – e que, a partir dali, podem trabalhar para todo o mundo.

Nos territórios mais frágeis, também são elas que criam dinâmicas de proximidade, vitais para que todos tenham uma vida justa, com acessibilidade aquilo que é essencial.

As ferramentas digitais criam lógicas de maior proximidade, na educação, na saúde, nos transportes e na cultura, lógicas que permitem anular os efeitos de uma enorme dispersão populacional (e que resulta de uma pequena percentagem da população distribuída por uma vasta área).

Leia a intervenção na íntegra