Saltar para conteúdo

Intervenções

2020-10-01 às 19h22

Intervenção da Ministra da Cultura na Cerimónia de Assinatura do Protocolo com a Fundação José Saramago

A ocasião que hoje nos reúne dá, por assim dizer, início a esta temporada de homenagem que nos propomos fazer à vida e obra de José Saramago. Este memorando representa, por isso, o compromisso assumido entre o Ministério da Cultura e a Fundação José Saramago no âmbito do centenário do nascimento do escritor.

Um compromisso que se transformará, ainda este ano, num programa comemorativo no qual o Ministério da Cultura, através das suas diversas instituições, terá um papel central. Mas, dada a dimensão global da obra de José Saramago e da sua atividade cívica, é nossa intenção, e da Fundação José Saramago, que esta seja uma iniciativa aberta a todos aqueles que queiram dar o seu contributo às comemorações.

Festejar José Saramago é celebrar uma obra ímpar e transversal, com uma profunda dimensão estética e ética e uma capacidade singular de construir alegorias universais e, ao mesmo tempo, tão próprias da história e da experiência portuguesas.

Por isso, festejar Saramago é festejar Portugal e a língua portuguesa, num dos seus mais intensos e brilhantes cultores, bem como a nossa literatura naquele que foi um dos mais significativos momentos da nossa história recente, quando, pela primeira, um português foi galardoado com o Prémio Nobel para a Literatura.

Leia a intervenção na íntegra em anexo.