Saltar para conteúdo

Intervenções

2021-05-07 às 15h02

Discurso do Primeiro-Ministro na abertura da Cimeira Social do Porto

Chegou o momento de pôr rapidamente em marcha a recuperação económica e social com base nos motores das transições climática e digital. Mas esta recuperação só será sustentável e bem-sucedida se for justa e inclusiva.

Estas transições geram oportunidades, mas geram também grandes angústias. Como qualquer grande transformação económica e social, geram criação, mas geram também destruição. 

Trazem ansiedade a milhões de trabalhadores confrontados com novas formas de trabalho e de virtualização de direitos tão duramente conquistados. Suscitam também receio às pequenas e médias empresas que temem perder competitividade com as novas exigências ambientais ou não conseguir ter a capacidade de investir o necessário para aproveitar as oportunidades da digitalização. 

Na transição climática, temos o exemplo da cidade de Matosinhos, aqui ao lado, onde acabou de fechar uma refinaria. Matosinhos vai dar um contributo muito bem-vindo para o esforço de redução das emissões de CO2. É verdade. Mas também é verdade que o fecho da refinaria elimina os postos de trabalho de centenas de trabalhadores, os da própria refinaria e de outras atividades a ela ligadas, que serão obrigados a mudar de emprego, ou a requalificarem-se para as novas atividades que aí virão a desenvolver-se.

Leia a intervenção na íntegra