Saltar para conteúdo

Comunicados

2019-12-06 às 11h17

Castelo de Vila Nova de Cerveira reabre como hotel em 2021 no âmbito do programa Revive

O Castelo de Vila Nova de Cerveira vai reabrir ao público no final de 2021, como hotel com o mínimo de 4 estrelas. O contrato de concessão, no âmbito do Programa Revive, foi hoje assinado com o promotor Eurico da Fonseca.

O projeto de requalificação, do mesmo promotor que desenvolveu o Palácio de São Bento da Vitória, no Porto, prevê um hotel de 41 quartos, restaurante e ginásio, e implica um investimento de cerca de 3 milhões de euros.

Localizado no centro de Vila Nova de Cerveira, junto à estação ferroviária, o Castelo dispõe de uma vista privilegiada para o rio Minho, que faz fronteira natural com Espanha.

Trata-se de um exemplar medieval da arquitetura gótica, mandado construir em 1320 pelo rei D. Dinis e que alberga a antiga Igreja da Misericórdia, a antiga Casa dos Governadores, a Cadeia e outros anexos. O complexo foi adaptado a Pousada entre 1982 e 2008, encontrando-se fechado e sem qualquer utilização desde essa data.

Esta foi a 11.ª concessão adjudicada no âmbito do Programa Revive, que, assim, atinge o total de 103 milhões de euros de investimento privado na recuperação de imóveis públicos e mais de 2 milhões de euros em rendas anuais.

Está atualmente aberto o concurso para a concessão do Mosteiro de Lorvão (Penacova) prevendo-se para breve o lançamento dos concursos de concessão do palacete do Conde Dias Garcia, em São João da Madeira e do Forte da Barra de Aveiro, em Ílhavo.

O Revive é um programa conjunto dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças com a colaboração das autarquias locais.