Saltar para conteúdo

Comunicados

2020-07-30 às 15h32

Ministra da Cultura lamenta morte do ator Bruno Candé

Foi com profunda tristeza que recebi a notícia do brutal homicídio do ator Bruno Candé (1981-2020).

Alguém com um percurso de vida difícil e que encontrou no teatro e, em especial, na companhia de teatro "Casa Conveniente" o seu lugar e a oportunidade de abraçar a sua paixão de criança. É público o carinho com que a Casa Conveniente o acolheu e integrou e a dedicação e talento com que o ator abraçou essa vocação. Bruno tinha, enfim, chegado a casa.

As circunstâncias da morte de Bruno Candé obrigam-nos a pensar sobre o muito que ainda nos cumpre fazer na luta contra a violência e o quanto a cultura, na sua dimensão conciliadora e de aproximação, pode contribuir para isso.

Os meus pensamentos estão com a família e os amigos de Bruno Candé. Lamento muito a vossa perda. Uma perda demasiado precoce e insustentavelmente violenta. Uma perda que não esqueceremos.

Graça Fonseca
Tags: cultura, teatro
Áreas:
Cultura