Saltar para conteúdo

Comunicados

2021-01-09 às 10h10

Ministra da Cultura lamenta morte da atriz Fernanda Gonçalves

A Ministra da Cultura, Graça Fonseca, lamenta profundamente a morte da atriz Fernanda Gonçalves (1932-2021), referência para gerações de atores que passaram pelo Teatro Experimental do Porto e de espectadores que, com o seu talento e empenho, acreditaram na autenticidade única do teatro.

A história do Teatro Experimental do Porto, dos seus fundadores e daqueles que o continuaram, é uma história de exemplos e de resistência. Fernanda Gonçalves é um desses nomes, cujo percurso profissional se escreve nos palcos do Teatro Experimental do Porto e nas peças encenadas por esta companhia histórica, formadora de muitas das estéticas e dos discursos que, durante os tempos da ditadura, tornaram o teatro português mais próximo da grande história do teatro mundial.

O percurso de Fernanda Gonçalves confunde-se não apenas com a história desta companhia, mas também com a história do teatro no Porto e, até, com a história do próprio teatro, porque, ao longo da sua carreira, deu voz, rosto e gestos às personagens de Sófocles, de Shakespeare, de António José da Silva, de Bernardo Santareno, de Bertolt Brecht, de Eugene O'Neill, de Samuel Beckett ou de tantos outros.

Atriz dedicada e formadora, Fernanda Gonçalves deixa na memória de todos aqueles com quem trabalhou o exemplo de dedicação a uma causa que a todos nos deve orgulhar: a de, através das personagens que interpretou, contar histórias e nelas nos fazer acreditar.

À família e amigos enviam-se sentidas condolências.

Tags: teatro
Áreas:
Cultura