Saltar para conteúdo

Comunicados

2019-11-21 às 9h12

Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Para assinalar o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, que se assinala no próximo dia 25 de novembro, é hoje lançada a segunda fase da campanha #PortugalContraAViolência, construída em conjunto com a Associação de Mulheres Contra a Violência (AMCV), Associação Mulheres Sem Fronteiras, Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), Associação de Planeamento da Família (APF), Associação Portuguesa pelos Direitos das Mulheres na Gravidez e no Parto, Associação Plano I, Associação Portuguesa de Mulheres Juristas (APMJ), Capazes, Corações Com Coroa (CCC), Cooperativa Seies, Instituto de Apoio à Criança (IAC), Fundação Cuidar o Futuro, o Movimento Democrático de Mulheres (MDM), Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres (PPDM), União das Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), Quebrar o Silêncio Associação e o Soroptimist International Clube Lisboa.

A campanha, que desconstrói ditados populares, pretende passar uma mensagem de esperança e de combate coletivo às pessoas vítimas e à população em geral, alertando para as respostas de apoio e proteção que constituem a rede nacional de apoio às vítimas de violência doméstica (RNAVVD). A RNAVVD, composta atualmente por 166 estruturas de atendimento, 26 locais de acolhimento de emergência e 40 casas abrigo, distribuídas pelo território nacional, envolve 218 municípios e, desde 2016, regista 32 733 atendimentos.

A partir desta quinta-feira, através de parceiros como a, SIC, TVI, RTP, Cofina Media, Global Media Group, Grupo RR/COM, Grupo Barraqueiro, Metro Lisboa e Galp, vai ser possível difundir a mensagem a nível nacional e em várias plataformas.
No dia seguinte, 22 de novembro, vai ser apresentado o Guião de boas práticas para a prevenção e o combate à violência doméstica e de género destinado a empresas, que resultou de um projeto coordenado pela Professora Madalena Duarte, do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. A ferramenta destina-se às empresas e entidades empregadoras no geral, para que estas possam também assumir um papel sobre este assunto e desenvolver práticas e medidas concretas que lidem com esta realidade no interior das organizações. O guia será apresentado na Vodafone por se tratar de uma empresa pioneira, em Portugal, na implementação de um programa interno de Prevenção e Combate à Vítimas de Violência, em parceria com a Associação Portuguesa para o Planeamento da Família, que vai ser também apresentado na sessão.

A violência contra as mulheres e a violência doméstica é crime público e uma responsabilidade coletiva. Ligue 800 202 148.
Áreas:
Presidência