Saltar para conteúdo

Comunicados

2020-10-09 às 17h50

Contingente de 104 militares portugueses parte para a República Centro-Africana

Partiram esta madrugada para a República Centro-Africana, 104 militares dos três ramos das Forças Armadas, que irão integrar as missões da Organização das Nações Unidas e da União Europeia neste país.

34 destes militares, da Marinha, do Exército e da Força Aérea, irão juntar-se aos 21 militares já presentes neste teatro de operações, completando o contingente nacional na Missão de Treino da União Europeia na República Centro-Africana (EUTM RCA).

A missão é atualmente comandada por um militar português, o Brigadeiro-general Paulo Neves de Abreu, do Exército, que assumiu funções no passado dia 18 de setembro e que se manterá no comando da missão durante um ano.

Os restantes 70 militares fazem parte do Destacamento Avançado da 8ª Força Nacional Destacada, na Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização da República Centro-Africana (MINUSCA).

Estiveram presentes na despedida a estes militares, o Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional, Jorge Seguro Sanches e o Chefe do Estado-Maior do Exército, General Nunes da Fonseca, entre outras entidades militares. Em sentido inverso, regressaram a Lisboa os primeiros 30, de um grupo de 180 militares que integraram as mesmas operações, ao longo dos últimos seis meses.

A chegada dos restantes 150 está prevista para o início de novembro. As Forças Armadas Portuguesas mantêm uma participação regular nestas operações e continuam empenhadas em contribuir para a estabilização da segurança no território, em estreita cooperação com as autoridades locais e no quadro dos compromissos internacionais assumidos por Portugal.

O trabalho dos militares portugueses tem merecido amplo reconhecimento internacional e voltou a destacar-se nos últimos meses, sobretudo no combate ao terrorismo, missão para a qual o contingente português já dispôs de meios renovados, nomeadamente armamento ligeiro e viaturas blindadas, reflexo do investimento que tem sido feito na modernização do equipamento das Forças Armadas nacionais.
Áreas:
Defesa Nacional