Saltar para conteúdo

Comunicados

2021-02-04 às 12h51

Conferência dos Oceanos em Lisboa adiada para 2022

Portugal e o Quénia – coorganizadores da 2ª Conferência dos Oceanos, cuja data inicialmente prevista era junho de 2020 –, conjuntamente com o Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, decidiram que a Conferência ainda não poderá acontecer durante o ano de 2021, em virtude da atual pandemia de Covid-19.
 
O Governo de Portugal mantém-se empenhado na realização do evento e a trabalhar nos objetivos da Conferência, mormente no impulso de ações com vista ao cumprimento do ODS14, o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável dedicado à proteção da vida marinha na Agenda 2030 das Nações Unidas.
 
No briefing no passado dia 21 de janeiro aos Estados-membros da ONU, o Presidente da Assembleia-Geral referiu-se à «necessidade de manter o ímpeto na implementação do ODS14», acrescentando que está a planear «organizar um Evento de alto nível no verão de 2021, em conjunto com Portugal e Quénia, e com o apoio do Enviado Especial do Secretário-Geral das Nações Unidas para o Oceano». O Presidente da Assembleia-Geral disse também que esse encontro (provavelmente em formato híbrido) se realizará «com o propósito de manter o ímpeto rumo à 2ª Conferência dos Oceanos das Nações Unidas, que terá lugar no próximo ano em Lisboa, assim que as condições de saúde pública o permitirem».

Áreas:
Mar