Saltar para conteúdo

Comunicados

2020-02-18 às 19h15

Acesso a cuidados de Saúde por cidadãos britânicos

O acesso ao Serviço Nacional de Saúde por parte dos cidadãos britânicos está contemplado no Plano de Preparação e de Contingência para a Saída do Reino Unido da União Europeia.

No âmbito da campanha #Brelcome – Portugal Will Never Leave You, o Turismo de Portugal desafiou o Health Cluster Portugal a apresentar uma oferta de serviços médicos colocados à disposição dos turistas britânicos durante a sua visita ao país, funcionando como mais um argumento de atratividade do destino e de minimização dos impactos de um eventual Brexit.

Em resposta ao desafio, o Health Cluster criou a plataforma Portugal Health Passaport, onde os turistas britânicos que optem por aderir a este serviço podem facilmente aceder a cuidados médicos urgentes de alta qualidade, por um preço fixo, numa das unidades do Hospital da Luz, Lusíadas e CUF, de norte a sul do país e na Madeira. A plataforma disponibiliza também cinco pacotes Check-Up, a preços pré-definidos, disponíveis em hospitais selecionados e que abrangem as especialidades de Clínica Geral, Cardiologia, Oftalmologia, Dermatologia e Estomatologia.

Esta plataforma de serviços médicos foi lançada no início de setembro de 2019, tendo sido objeto de publicitação no visitportugal.com, de comunicados de imprensa em Portugal e no Reino Unido, assim como de newletter para os principais operadores Britânicos que programam Portugal como destino turístico (nota: até dezembro de 2019 foram recebidos 252 pedidos de passaportes, maioritariamente para residentes do Reino Unido).

Atualmente existe o Cartão Europeu de Seguro de Doença, que se destina a cidadãos que vão viajar para um Estado-Membro da União Europeia, Islândia, Listenstaina, Noruega, Suíça e Reino Unido e que é solicitado aos serviços da Segurança Social.