Saltar para conteúdo

Comunicados

2019-12-20 às 18h35

Aberto mercado para exportação de batata-doce portuguesa para o Egito

Depois de concluídos os processos de análise de risco de pragas, conduzidos pela Autoridade Fitossanitária do Egito em articulação com a Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), Portugal pode agora dar início à exportação de Batata-doce. A análise permitiu fixar os requisitos fitossanitários a serem cumpridos por Portugal.

Neste sentido, «abre-se um novo mercado para os produtos vegetais nacionais, prosseguindo os objetivos do Governo no âmbito do apoio e incentivo à internacionalização das empresas e dos produtos portugueses. Na presente legislatura já foram concluídos quatro processos negociais que permitem apoiar as exportações dos produtos nacionais», afirma a Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque.

Os processos que visam a exportação de produtos alimentares, envolvem negociações demoradas com as autoridades competentes dos países de destino, razão pela qual nos congratulamos com mais uma conclusão de processo e respetiva abertura de mercado. Apesar dos naturais desafios associados à abertura de novos mercados, o Ministério da Agricultura não tem dúvidas quanto à relevância da internacionalização do setor e acredita que o crescimento passa pela afirmação da marca Portugal.

No que respeita aos produtos hortícolas, o período de janeiro a outubro de 2019, registou um aumento nas exportações em mais de 40,7 milhões de Euros quando comparado com o período homólogo do ano anterior, número que reflete o empenho nacional na criação de condições para o aumento das exportações.
Áreas:
Agricultura