Tâmega e Sousa acolhe III Encontro de Investidores da Diáspora - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2017-12-16 às 18h59

Tâmega e Sousa acolhe III Encontro de Investidores da Diáspora

Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, no III Encontro de Investidores da Diáspora, Viana do Castelo, 16 dezembro 2017
Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e Secretários de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, e da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, no III Encontro de Investidores da Diáspora, Viana do Castelo, 16 dez
O Secretário de Estado das Comunidades, Jose Luís Carneiro, anunciou que a região de Tâmega e Sousa vai acolher o III Encontro de Investidores da Diáspora em dezembro de 2018.

«Trata-se de uma região com muita emigração» e «com indicadores sociais que exigem mais investimento na valorização dos recursos», disse o Secretário de Estado, em Viana do Castelo, no encerramento do II Encontro de Investidores da Diáspora, que contou com mais de 570 participantes.

José Luís Carneiro acrescentou que Tâmega e Sousa «conjuga o tecido rural com o industrial em setores como o agroalimentar, restauração e turismo cultural», para além da «rota do românico, dos escritores e do Douro, da indústria do calçado e do mobiliário».

«A partir de 2018, serão lançados Encontros Intercalares de Investidores da Diáspora, alternadamente, nos Açores na Madeira», referiu ainda o Secretário de Estado. O primeiro destes encontros terá lugar no arquipélago açoriano.

Balanço da iniciativa

José Luís Carneiro disse ainda que o III Encontro de Investidores da Diáspora «proporcionou informações e esclarecimentos sobre oportunidades de investimento em Portugal e sobre oportunidades de investimento nos países e regiões onde temos comunidades portuguesas».

«O Encontro consolidou-se como uma boa prática de atração e valorização do investimento da diáspora em Portugal e como rede de internacionalização dos empresários que querem internacionalizar os seus negócios onde existem comunidades portuguesas», acrescentou o Secretário de Estado.

E concluiu: «Portugal é um país de oportunidades para o investimento da diáspora e a diáspora constitui uma oportunidade para a internacionalização das empresas portuguesas no mundo».

No mesmo sentido, o Secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, destacou «a decisão do Governo de atribuir o estatuto de utilidade pública às câmaras de comércio dos portugueses no mundo».