Prémio Mário Ruivo – Gerações Oceânicas visa distinguir projetos audiovisuais de alunos dos ensinos básico e secundário nesta área - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-01-31 às 16h26

Prémio Mário Ruivo – Gerações Oceânicas visa distinguir projetos audiovisuais de alunos dos ensinos básico e secundário nesta área

Ministros da Cultura, do Mar e da Educação na apresentação do Prémio Mário Ruivo - Gerações Oceânicas, na Escola Secundária Anselmo de Andrade, Almada, 31 janeiro 2018
Lançamento do prémio Mário Ruivo - Gerações Oceânicas
O Governo apresentou o prémio Mário Ruivo – Gerações Oceânicas, dirigido a alunos dos ensinos básico e secundário que se destaquem com projetos audiovisuais relativos à importância deste recurso para a Humanidade.

«Pretende-se que façam um filme sobre um assunto à sua escolha sobre o mar, pode ser sobre peixes, desportos náuticos, limpeza dos oceanos, preservação ou transportes marítimos», afirmou a Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino.

Estas declarações foram feitas na Escola Secundária Anselmo de Andrade, em Almada, estabelecimento que desenvolve projetos escolares relacionados com o mar há mais de 10 anos. Estiveram também presentes os Ministros da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, e da Educação, Tiago Brandão Rodrigues. 

«Tem de ser um assunto à escolha dos alunos que permita aumentar o conhecimento sobre o mar e ainda da sua ligação com as pessoas comuns», acrescentou Ana Paula Vitorino.

A Ministra sublinhou ainda que o Governo quer «constituir os jovens como embaixadores do mar para o futuro».

Projetos importantes para a autonomia e flexibilidade das escolas 

«É importante ter a figura de Mário Ruivo a representar este prémio, sendo também fundamental que sejam as escolas a dar corpo a estes projetos», afirmou o Ministro da Educação.

Tiago Brandão Rodrigues realçou que é preciso «que as novas gerações entendam que o oceano é uma mais-valia, porque é dele que dependemos, e que as escolas alavanquem projetos como estes, fundamentais na pedagogia, flexibilidade e autonomia das escolas».

Este galardão resulta de uma iniciativa conjunta das áreas de governação da Cultura, da Educação e do Mar, com o objetivo de homenagear o biólogo e especialista em oceanografia, Mário Ruivo, que morreu há um ano.

Como participar

Para participar, os jovens deverão constituir uma equipa de quatro a oito alunos de diferentes anos escolares e elaborar uma atividade sobre o mar, registando-a em filme. As inscrições devem ser efetuadas até dia 16 de maio de 2018 e os filmes enviados até 18 de maio.

A equipa vencedora poderá ganhar um prémio de cinco mil euros. O segundo e terceiro classificados receberão um prémio de 1500 euros, que revertem para a respetiva escola, para aquisição de materiais educativos relacionados com o oceano.

Todos os alunos premiados terão direito a uma experiência de mar e a uma visita ao navio de investigação Mar Portugal.