Posse do Subdiretor-Geral de Política de Defesa Nacional - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2019-01-29 às 16h45

Posse do Subdiretor-Geral de Política de Defesa Nacional

Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, e Secretária de Estado da Defesa Nacional, Ana Santos Pinto, na posse do Subdiretor-Geral, Lisboa, 29 janeiro 2019
O Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, presidiu à tomada de posse do Subdiretor-Geral de Política de Defesa Nacional, Coronel Tirocinado Nuno Lemos Pires, em Lisboa, numa cerimónia onde esteve também a Secretária de Estado da Defesa Nacional, Ana Santos Pinto.
 
Durante a sua intervenção, João Gomes Cravinho referiu que «a Política de Defesa Nacional encontra-se num momento complexo, é confrontada por desafios de grande monta pelo que, ao longo dos próximos anos, devemos estar preparados para tomar decisões difíceis neste contexto de rápida mutação», acrescentando que as «ameaças reais ou potenciais ao nosso País requerem uma atenção muito especial e muito detalhada».

Para o Ministro «nenhuma área de conhecimento, nenhum setor de atividade, por si só, consegue dar resposta a desafios desta amplitude e a Direção-Geral de Política de Defesa Nacional tem a necessidade e a capacidade de interpretar, acompanhar, gerar diálogo e convocar parcerias» através do seu trabalho, bem como formular as «grandes linhas de ação e do planeamento estratégico da política de Defesa». 
 
João Gomes Cravinho disse também que é  «imperativo reforçar» este importante serviço da área governativa da Defesa Nacional e, com isso, alavancar o trabalho que o Dr. Nuno Pinheiro Torres, Diretor-Geral de Política de Defesa Nacional, e a sua equipa estão a desenvolver.
 
«Esta nomeação, estou certo, permitirá um olhar novo, dinâmico e crítico, características que considero valiosas neste século XXI, sobre todos os vetores de desenvolvimento da política de Defesa Nacional», afirmou João Gomes Cravinho, destacando a trajetória profissional do empossado, que o qualifica para desempenhar, de forma cabal, este cargo.

Antes de terminar, o Ministro felicitou o Coronel Lemos Pires, desejando que «seja bem-sucedido nas complexas funções que agora inicia».

O Coronel Tirocinado de Infantaria (Operações Especiais) Nuno Lemos Pires nasceu em Lisboa, tem 54 anos de idade e é doutorado em História, Defesa e Relações Internacionais pelo Instituto Universitário de Lisboa, em cooperação com a Academia Militar.

Iniciou a carreira militar na Escola Prática de Infantaria. 

Foi professor de História Militar e Relações Internacionais no Instituto de Altos Estudos Militares, Intelligence Officer no NATO, assistente militar do Comandante do NATO / Joint Command Lisbon, Chefe de Estado-Maior da Operational Mentor and Liaison Team da Kabul Capital Division, Comandante do 2º Batalhão de Infantaria Mecanizado e Diretor de Formação da Escola das Armas. 

É investigador do Centro de Estudos Internacionais do ISCTE, onde colabora também como professor convidado. É também professor convidado na Universidade Nova de Lisboa, no Instituto Universitário Militar e no Instituto de Defesa Nacional. Tem oito livros publicados e mais de 100 artigos.