Portugal será um «porto seguro e terreno fértil» para negócios após o Brexit - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-04-11 às 18h55

Portugal será um «porto seguro e terreno fértil» para negócios após o Brexit

O Primeiro-Ministro António Costa afirmou que «qualquer empresa, britânica ou indiana, que pretenda continuar as suas operações no mercado interno [da União Europeia] depois do Brexit encontrará em Portugal um porto seguro e terreno fértil para o seu negócio».

No encerramento de uma mesa redonda de negócios entre Portugal e empresários indianos, em Londres, António Costa destacou a importância de haver uma preparação para «o novo paradigma de relações entre o Reino Unido e a União Europeia que se segue».

O Primeiro-Ministro realçou que este paradigma deve promover um «comércio tão livre quanto possível de tarifas, mas com outras barreiras, como normas e regras diferentes».

Tradição dos negócios com a Índia

«Assim como Portugal ficou encantado com as maravilhas da Índia há mais de 500 anos, está na altura de a Índia descobrir as enormes oportunidades de negócio que esperam em Portugal», referiu António Costa, confessando o «o orgulho de ser a primeira pessoa de origem indiana a ser Primeiro-Ministro de um Estado-membro da União Europeia.

O Primeiro-Ministro manifestou o objetivo de poder reforçar as relações bilaterais entre Portugal e Índia. O Reino Unido conta atualmente com cerca de 800 empresas indianas que faturam no conjunto 54,5 mil milhões de euros.

O Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e o Secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, também estiveram presentes no evento organizado pela missão Portugal IN e pela Confederação da Indústria Indiana no Reino Unido.