Portugal precisa de mais apoio financeiro para alargar medidas florestais e prevenir incêndios - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2017-12-04 às 17h08

Portugal precisa de mais apoio financeiro para alargar medidas florestais e prevenir incêndios

Ministro Luís Capoulas Santos
O Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, disse que Portugal precisa de um apoio financeiro suplementar da União Europeia para alargar as medidas florestais e prevenir incêndios.

Na visita da comissária Europeia Corina Cretu à zona afetada pelo incêndio de Pedrógão Grande de 17 de junho, o Ministro sublinhou a necessidade de um «apoio financeiro suplementar ao país não só para alargar as medidas florestais, como também para equipar o novo sistema de prevenção e combate dos incêndios».

Capoulas Santos lembrou ainda a Comissária Europeia de que «Portugal é o terceiro Estado-membro com melhor execução dos fundos comunitários, tendo já 70% das verbas do Programa de Desenvolvimento Rural até 2020 comprometidas».

«Foi apresentada uma extensa lista de apoios que consideramos necessários. Queremos negociar entre os vários comissários entre o que desejamos e o que é possível», realçou o Ministro em declarações aos jornalistas, acrescentando que «bons projetos não faltam, mas faltam os meios financeiros para serem aplicados».

Acompanharam a Comissária Europeia da Política Regional, para além do Ministro, os Secretários de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza, e das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas.