Saltar para conteúdo

Notícias

2019-06-12 às 17h02

Portugal é o 3. º País mais seguro do mundo, segundo Global Peace Index

Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, na entrega de 224 viaturas à GNR, Vendas Novas, 12 junho 2019
O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, afirmou que Portugal tem evoluído «muito significativamente» ao nível da segurança, sendo hoje considerado o 3.º País mais seguro, de acordo com o Global Peace Index.

«Estávamos em 18.º, há seis anos» e, atualmente, «estamos em 3.º lugar», disse o Ministro. numa declaração aos jornalistas em Vendas Novas, após a cerimónia de entrega de 224 viaturas novas à GNR. Eduardo Cabrita referiu, contudo, sobre esta posição de destaque que o mais importante é o facto de Portugal ter vindo a consolidar «gradualmente, ano a ano» esta imagem de segurança.

«Portugal evoluiu muito significativamente, temos tido, ano a ano, uma redução da criminalidade geral e violenta, isso tem sido reconhecido», afirmou o Ministro, acrescentando que este reconhecimento é, antes de mais, importante para os portugueses.

Eduardo Cabrita disse também que, sempre que participa «em reuniões internacionais, a imagem que é sempre associada a Portugal» é a «de segurança» e que os portugueses têm hoje, cada vez mais, «consciência disso».

O Ministro explicou esta evolução com «o investimento» na área e a «uma grande coordenação de meios entre as várias forças», nomeadamente GNR, PSP, Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e Polícia Judiciária. Eduardo Cabrita destacou também o esforço da GNR e dos seus «cerca de 23 mil mulheres e homens que, por vezes em condições muito difíceis, deram o melhor pela segurança dos portugueses».

224 novas viaturas para a GNR

As 224 viaturas novas, agora entregues à GNR, destinam-se às componentes Territorial, Policiamento Comunitário, Trânsito, Intervenção e Investigação Criminal.

Durante a sua intervenção, o Ministro disse que este lote de veículos, a distribuir por «unidades territoriais um pouco por todo o País», implicou um investimento de «quase seis milhões de euros».

«Já tínhamos feito entregas anteriores. Vamos já, neste momento, com cerca de 600 viaturas entregues na GNR», referiu o Ministro, acrescentando que estes veículos fazem parte do concurso lançado para fornecimento de viaturas a todas as forças de segurança, ao longo de quatro anos, num total de dois mil veículos e com um investimento de 50 milhões de euros.

Para Eduardo Cabrita este investimento é fundamental para a criação de uma ideia de segurança», que é também decisiva para «o turismo, para captar investimento e para atrair estudantes ou cientistas».