Portugal e Espanha vão «levar à União Europeia os problemas específicos da zona raiana» - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-11-20 às 17h04

Portugal e Espanha vão «levar à União Europeia os problemas específicos da zona raiana»

Primeiro-Ministro António Costa e Ministros Adjunto e da Economia Siza Vieira, e do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques com os autarcas d Comunidades Intermuncipais das Beiras, Penamancor, 20 novembro 2018 (Foto: António José/Lusa)

O Ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Viera, afirmou que «vamos levar à União Europeia os problemas específicos da zona raiana e tentar também desenvolver em conjunto uma estratégia de combate ao despovoamento e ao envelhecimento».

O Ministro recordou também que «a fronteira entre Portugal e Espanha é das fronteiras mais desertificadas e envelhecidas da Europa. Ao contrário do que sucede noutras regiões de fronteira da Europa, que são normalmente zonas muito desenvolvidas, estas precisam de uma atenção especial».

O Primeiro-Ministro António Costa e os Ministros Siza Vieira e Pedro Marques, do Planeamento e Infraestruturas, reuniram-se com os autarcas das comunidades intermunicipais da Beira Baixa e das Beiras e Serra da Estrela – e reúnem-se no dia 21 de manhã com os das do Alto Tâmega, de Terras de Trás-os-Montes e do Douro – para preparar a Cimeira Luso-Espanhola de dia 21 à tarde.

O desenvolvimento das regiões fronteiriças é uma estratégia comum entre Portugal e Espanha, desde a cimeira realizada em 2017, quando os dois países decidiram elaborar uma estratégia comum de desenvolvimento fronteiriço para propor à União Europeia, estratégia que será agora dota de uma equipa técnica que a concretize.

O Ministro Adjunto e da Economia afirmou que «há um grande consenso entre os presidentes das câmaras» que estiveram na reunião «relativamente à identificação dos problemas e às estratégias para os resolver e é isso que agora vamos discutir com o Governo de Espanha, para que a estratégia possa ser verdadeiramente uma estratégia» comum.