«Império marítimo português deu início à primeira etapa» da globalização - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2017-12-07 às 19h53

«Império marítimo português deu início à primeira etapa» da globalização

Ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, na inauguração da exposição «Senhores do Oceano – Tesouros do Império Português do século XVI ao XVIII», Moscovo, 7 dezembro 2017
O Ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, destacou que «o império marítimo português inaugurou a era da economia-mundo e deu início à primeira etapa» do que é atualmente conhecido como globalização.

Em Moscovo, na inauguração da exposição «Senhores do Oceano – Tesouros do Império Português do século XVI ao XVIII», o Ministro referiu que a exposição «documenta extensamente o impacto da chegada dos portugueses» ao resto do mundo.

O Ministro sublinhou ainda «o diálogo cultural que se estabeleceu com as culturas locais através de magníficas obras de arte que espelham a riqueza do encontro de materiais, de técnicas e de temas em que se fundem e misturam conceitos ocidentais e das civilizações contactadas».

A exposição inclui diversas peças, algumas classificadas como tesouros nacionais, provenientes de diferentes museus nacionais, como o Nacional de Arte Antiga, ou os museus da Fundação Oriente e o da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, entre outros, assim como do Palácio Nacional de Sintra e da Biblioteca Nacional.

A exposição divide-se em duas secções, a primeira mostra a cultura e história de Portugal, com o foco na corte, na Igreja, no poderio naval, exibindo retratos de exploradores que desempenharam um papel importante nos Descobrimentos, assim como joalharia, moedas, objetos de cerimónia, armas, mapas, instrumentos de navegação e livros dos séculos XVI e XVII.

A segunda secção apresenta peças criadas em diferentes países sob a influência da cultura portuguesa e da vida quotidiana nesses territórios.

A exposição ficará disponível ao público entre 8 de dezembro e 25 de fevereiro.
Tags:
cultura
Áreas:
Cultura