Saltar para conteúdo

Notícias

2018-12-18 às 17h42

Governo quer lançar os 33 projetos Revive até ao final de 2019

Ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira (Foto: Estela Silva/Lusa)
O Governo quer lançar os 33 projetos que fazem parte do programa Revive até ao final do próximo ano, disse o Ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, na cerimónia de assinatura do contrato de concessão do Mosteiro de Santa Clara, em Vila do Conde, a uma empresa que vai criar no local um hotel de luxo.

O Ministro referiu que «já estão lançados 14 projetos, sendo este o quinto em que é assinado o contrato de concessão», no âmbito do Revive, um programa para valorizar e recuperar o património do Estado sem uso.

Siza Vieira salientou o dinamismo, sobretudo turístico, que a concessão destes equipamentos vai trazer ao desenvolvimento de várias regiões do País, afirmando que «não estamos apenas centrados nas grandes cidades e nos destinos mais estruturados». 

«Apostamos em elementos do nosso património com este, em Vila do Conde, para serem novas âncoras de afirmação de destinos turísticos do nosso território», afirmou.

O Ministro disse que o programa Revive é «muito importante na valorização de elementos do património cultural nacional para a projeção de um futuro com novo aproveitamento».

«A grande virtude [do programa Revive] é que confia na capacidade dos investidores entenderam que os projetos têm valor e merecem a aposta. Estamos muito felizes por termos encontrado um empresário que está disponível, neste equipamento em Vila do Conde, a dar-lhe um nível de qualidade que esperamos que possa ir ao encontro das expectativas de todos», disse ainda.

O Mosteiro de Santa Clara, em Vila do Conde, foi concessionado por um período de 50 anos, a uma empresa que vai investir cerca de oito milhões de euros para transformar o edifício num hotel de cinco estrelas, com 90 quartos e com piscinas, spa e salas para eventos, criando 50 novos postos de trabalho.