Governo promove concentração de recursos humanos qualificados em territórios de baixa densidade - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-03-07 às 15h02

Governo promove concentração de recursos humanos qualificados em territórios de baixa densidade

Ministro Adjunto, Pedro Siza Vieira, na cerimónia de inauguração de um centro de atendimento da empresa Randstad, Elvas, 7 março 2018
O Ministro Adjunto, Pedro Siza Vieira, afirmou que o Governo está a trabalhar na promoção de uma maior concentração de recursos qualificados nas regiões de baixa densidade, aumentando o emprego local e revitalizando os tecidos empresarial, económico e social, bem como potenciando a relação transfronteiriça.

Em Elvas, na cerimónia de inauguração de um centro de atendimento da empresa Randstad, o Ministro afirmou que é preciso promover e encorajar «esta ideia de territórios onde se concentram recursos qualificados, que podem servir um mercado muito mais amplo do que o simples município ou a simples região». «Este centro de contacto é, por isso, um símbolo de desenvolvimento que podemos aspirar para todo o território nacional», acrescentou.

Pedro Siza Vieira sublinhou também que «a valorização dos recursos endógenos e do património cultural devem ser vistos como fatores decisivos no desenvolvimento dos territórios do interior». «É particularmente interessante verificar que Elvas, que se distinguiu historicamente afirmando o seu papel na defesa contra o vizinho espanhol, funciona hoje como uma protagonista no trabalho em rede, na construção de uma Eurocidade», disse. 

O centro agora inaugurado pelo Ministro Adjunto faz o atendimento aos clientes em português e em castelhano.

Maior coesão, valorização e diversificação da base económica

O Ministro relembrou ainda o Programa Nacional de Coesão Territorial, lançado em 2016, que tem o objetivo de «criar as condições, através do desenvolvimento de políticas públicas, que permitam valorizar os territórios do interior, apostando na maior coesão, na valorização, na diversificação da base económica e na conectividade dos territórios ao mundo em geral e ao mercado ibérico em particular».

Pedro Siza Vieira assinalou também a modernização da ferrovia que liga Sines a Espanha, como «uma componente importante do programa de conectividade dos territórios do interior aos mercados globais, que permite o desenvolvimento e valorização de atividades económicas».

Os governos de Portugal e Espanha vêm encorajando esta política, sendo «a cidade de Elvas um magnífico exemplo de uma estratégia que vem sendo prosseguida, de trabalho em rede com outras cidades do nosso País e com o outro lado da fronteira».

O centro de atendimento a clientes foi instalado numa antiga fábrica de tomate de Elvas. Neste momento, conta já com uma centena de postos de trabalho, mas estão em formação bilingue mais duas dezenas de jovens, perspetivando-se, no futuro, um total de 170 trabalhadores.

A sessão de inauguração contou com as intervenções do Ministro Adjunto, Pedro Siza Vieira, do CEO da Randstat Portugal, José Miguel Leonardo, de António Martins da Costa, administrador EDP e do presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha.